Vilão de "Thor" pensou que fosse morrer após crise de depressão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
LONDON, UNITED KINGDOM - OCTOBER 22: Christopher Eccleston attends the World Premiere of
Christopher Eccleston posa para os fotógrafos em evento realizado em 2013 (Foto de Eamonn McCormack/WireImage)

Resumo da notícia:

  • Christopher Eccleston, ator que viveu o vilão Malekith em "Thor: O Mundo Sombrio", precisou ser internado após quadro grave de depressão

  • "Quase perdi tudo. Teve uma noite em que pensei que ia morrer", contou ele

  • Eccleston também viveu a nona reencarnação de Doctor Who na TV britânica

Christopher Eccleston, o vilão Malekith em "Thor: O Mundo Sombrio" (2013) e também a nona reencarnação do Doctor Who, contou em entrevista ao jornal The Big Issue que precisou ser internado por causa de um quadro grave de depressão.

"Descobri que quando tive uma depressão clínica severa e fui hospitalizado... Quase perdi tudo. Teve uma noite em que pensei que ia morrer. Eu estava correndo pela Euston Road (estrada de Londres) com uma mala. Agora, se alguém me viu, diria, 'Oh, lá está o Doctor Who'", disse o ator.

Leia também:

Segundo o astro de 57 anos, tudo aconteceu durante as gravações da primeira temporada da série 'The A Word', na BBC, que foi ao ar em 2016. "Eu estava interpretando um personagem chamado Maurice, que era cômico e blefador. Eu passava 10 horas por dia sendo ele, depois voltava para o meu quarto de hotel e não dormia", contou Christopher.

"Eu descobri depois que eu estava lutando ou voando por alguns anos e não podia mais lutar ou voar, minha química cerebral estava me dizendo que eu estava prestes a morrer", continuou o astro, que também sofre com anorexia, mal que o acompanha junto com a depressão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Eu não ia necessariamente tirar minha própria vida. Não sei se isso se chamaria psicose, só estava convencido de que ia morrer a noite toda. Mas quando chegava sete da manhã, eu iria trabalhar e haveria a fantasia de Maurice. E juro para você, eu colocava [a fantasia] e ficava bem", finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos