Vindima: Por que o verão é a melhor estação do ano para visitar vinícolas pelo Brasil

Luiza Belloni
Vinícola Miolo oferece um dos roteiros mais tradicionais do Vale dos Vinhedos. 

No Brasil, o vinho costuma ser mais consumido no inverno. Contudo, se você é apaixonado pela bebida, o melhor momento para visitar as vinícolas e aprender mais sobre o processo de produção é exatamente no verão. 

Entre janeiro e março, acontece a vindima, que é a colheita da uva e o início da produção do vinho. Durante todo o ano, as vinícolas fazem tours que mostram as diferentes fases da produção dos vinhos, mas é no verão que você pode viver uma experiência mais rica e sensorial. 

Na vindima, as vinícolas fazem festas e roteiros especiais, nos quais é possível participar da colheita, visitar o vinhedo, recolher, cheirar e até experimentar as uvas e, é claro, aproveitar as paisagens dignas de Instagram.

No Vale dos Vinhedos, as montanhas são cobertas por videiras com os mais diversos tipos de uvas. Neste período, a região, que engloba os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, comemora a Festa da Vindima. 

A serra gaúcha detém cerca de 90% da produção de vinho de todo o Brasil. Por lá, as vinícolas inauguram o período da vindima e organizam passeios diferenciados para todos os públicos. 

Vinícola Garibaldi oferece degustação às cegas.

Um dos passeios mais tradicionais do Vale dos Vinhedos é o da Vinícola Miolo, que inclui diversas experiências sensoriais. Até março, a vinícola oferece tours de 3 horas de duração que incluem pisa das uvas, visita ao vinhedo e ao parreiral modelo, degustação de sucos de uva, vinhos e espumantes, apresentação musical, passeio de Maria Fumaça, entre outros. 

Em Gramado, a Vinícola Ravanello oferece uma visita que inclui degustação de 3 vinhos, explicação do processo de elaboração dos vinhos e espumantes e visita às videiras, realizada apenas até fevereiro, onde é possível visualizar os cachos. 

Já a Cooperativa Vinícola Garibaldi oferece visitas que passam pelas parreiras no Complexo Enoturístico. Os roteiros incluem experiências como degustação às cegas e harmonização de vinhos e...

Continue a ler no HuffPost