Vinhas já estão a ser regadas devido à seca

A seca está a ameaçar este ano a produção de vinho. Algumas vinhas já estão a ser regadas, uma prática proibida na viticultura, exceto em casos de seca intensa. É o caso desta vinha em Château Piqce Caillou, perto de Bordéus, no sudoeste de França, onde as videiras jovens já estão a receber cinco litros de água por dia desde julho.

Paulin Calvet, proprietário do château Picque Caillou, explicou o procedimento. "As duas pessoas que lá estão têm cada uma, uma mangueira com uma ponta de metal na extremidade, que permite que a água vá diretamente para o pé da videira", disse.

Segundo o Instituto de Meteorologia Francês, o país enfrenta o ano mais seco desde 1959. A seca e a sucessão de três ondas de calor têm prejudicado as vinhas. Se a situação não se inverter, a produção de vinho poderá vir a ser comprometida.

Estas folhas amarelas mostram que a vinha está a defender-se e deixará de alimentar algumas das folhas para resistir a este stresse hídrico

Em Portugal, a situação é muito semelhante. Apesar dos viticultores falarem numa "nascença muito boa", antecipa-se um mau ano de colheita devido à seca, mas é necessário aguardar até ao final de agosto, data da vindima, para que se possam calcular as perdas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos