Vinicius Junior fala sobre trocar Flamengo pelo Madrid aos 18: 'Aspectos positivos e negativos'

·2 minuto de leitura

Um dos principais jogadores do Real Madrid, que enfrenta o Chelsea nesta terça-feira, pelo jogo de ida da semifinal da Champions, o brasileiro Vinicius Júnior concedeu rápida entrevista ao site da Uefa. O camisa 28 falou sobre o início no futsal, a ida do Flamengo ao Bernabéu aos 18 anos, e fez elogios ao técnico Zinedine Zidane.

— Aprendo com ele todos os dias. Foi um grande jogador e é um grande treinador, faz tudo para que nos sintamos bem, não só em campo como na vida pessoal. Tem me dado muita confiança e, em termos táticos, é um dos treinadores que mais puxou por mim. Graças a ele faço coisas que antes não fazia, de forma natural.Tem sido importante para a construção do meu jogo ofensivo, tal como o Karim (Benzema), com quem faço uma boa dupla. Hoje sou um jogador completamente diferente, mas com as mesmas qualidades que antes — explicou.

Perguntado sobre a mudança do Flamengo ao Real ainda jovem, Vinícius fez um balanço dos pontos bons e ruins. O meia-atacante foi vendido pelo rubro-negro por 45 milhões de euros aos merengues em maio de 2017, quando ainda tinha 16 anos. Ele só pôde se mudar à Espanha dois anos depois, quando completou a maioridade.

— Com apenas 18 anos, enfrentar essas mudanças é um desafio, com aspectos positivos e negativos. Foi bom porque comecei cedo a aprender coisas novas e posso jogar no mais alto nível durante mais anos. Mas por outro lado também se enfrenta o medo e insegurança de representar o melhor clube do Mundo e querer fazer as coisas bem — avaliou o jogador, que comemora atuar ao lado de ídologos da TV e do video game:

— Sendo tão jovem e num país novo, tive que mudar os meus hábitos dentro e fora do campo, me acostumando a uma nova cultura futebolística. Mas também foi engraçado pois passei a jogar com jogadores que antes via na televisão.