De virada, França bate Bélgica e vai à final da Liga das Nações

·4 minuto de leitura
Lance da partida entre Bélgica e França, pela semifinal da Liga das Nações (AFP/MASSIMO RANA)

Com direito a gol nos minutos finais, depois de estar perdendo por 2 a 0, a França venceu de virada a Bélgica por 3 a 2, nesta quinta-feira, e se classificou para a final da Liga das Nações.

Na Arena Juventus, em Turim (Itália), palco do reencontro dos semifinalistas da Copa do Mundo de 2018, os franceses levaram a melhor novamente. Mas desta vez com mais emoção, já que os belgas abriram vantagem no placar no primeiro tempo, com os gols de Yannick Carrasco (no minuto 37) e Romelu Lukaku (40).

A virada dos atuais campeões mundiais, veio na etapa final, com Benzema (62), Mbappé (69, em cobrança de pênalti) e Theo Hernandéz (90) balançando as redes e garantindo a classificação dos franceses para mais uma final.

Agora, a equipe francesa vai decidir o título do torneio europeu de seleções no domingo (10), no estádio de San Siro, em Milão (Itália), com a Espanha, que na véspera despachou a seleção italiana por 2 a 1.

- Mbappé eleito melhor do jogo -

A última vez que as duas equipes haviam se enfrentado foi na semifinal da Copa do Mundo da Rússia, com os franceses vencendo por 1 a 0. E neste reencontro, diante de cerca de 20 mil torcedores em Turim, as duas seleções apresentaram um grande espetáculo.

Logo aos 3 minutos, De Bruyne aproveitou uma falha da defesa da França e emendou um chute de primeira, obrigando o goleiro Lloris a fazer uma grande defesa.

A partida seguiu em ritmo quente, e os franceses perderam duas oportunidades na sequência. A primeira com Mbappé (5) e depois com Pavard (7), após passe do atacante do Paris Saint-Germain.

As duas equipes seguiram ofensivas, desperdiçando oportunidades até Carrasco conseguir abrir o placar. O lateral fez grande jogada individual pelo lado esquerdo, driblou Pavard e tocou com categoria, batendo Lloris.

A desvantagem no placar desconcentrou os franceses, que cometeram o erro de dar espaço para os adversários, que ampliaram após bela jogada De Bruyne e Lukaku, com o atacante superando a marcação e finalizando com perfeição.

A França poderia ter diminuído antes do intervalo, caso Mbappé não tivesse perdido uma chance aos 44, quando entrou na pequena área, mas chutou na rede pelo lado de fora.

O segundo tempo seguiu o mesmo ritmo da etapa anterior, com os belgas desperdiçando uma oportunidade logo no início (desta vez com Lukaku, aos 50).

Mas Mbappé estava num dia inspirado. o jovem atacante do PSG encontrou Benzema livre, e o artilheiro do Real Madrid chutou de virada, marcando seu 11º gol em 11 jogos nesta temporada.

Seis minutos depois, o empate francês. Griezmann foi derrubado por Tielemans na área belga e o árbitro recorreu ao VAR para marcar o pênalti. Na cobrança, Mbappé bateu ângulo direito e garantiu o empate.

Após o 2 a 2, as duas equipes aceleraram o ritmo em busca da vitória. E depois de um gol belga anulado por impedimento de Lukaku, e de Pogba cobrar uma falta na trave, a França chegou à virada com um golaço.

Em sua segunda partida pela seleção, o lateral Theo Hernández, titular da equipe lado do irmão e zagueiro Lucas Hernández, repetindo o feito dos irmãos Revellis em 1974, finalizou de primeira um cruzamento que veio da direita efetuado por Pavard (após jogada iniciada por Mbappé). O goleiro Courtois ainda chegou a tocar na bola, mas ela acabou no fundo da rede, decretando a vitória dos franceses, que ainda tiveram Mbappé eleito o melhor em campo.

Ao fim do encontro, Antoine Griezmann definiu o que foi o duelo com os belgas: “É muito bom vencer assim, marcando e fazendo a diferença, conseguimos virar e completamos um jogo magnífico”.

- Ficha técnica da partida entre Bélgica e França, pela semifinal da Liga das Nações:

Bélgica x França 2- 3 (2 - 0, no primeiro tempo)

Local: Arena Juventus (Turim, Itália)

Árbitro: D. Siebert (ALE)

Gols:

Bélgica: Yannick Carrasco (37), Lukaku (40)

France: Benzema (62), Mbappé (69, de pênalti), T.Hernandez (90)

Cartões amarelos

Bélgica: Vertonghen (67)

Equipes:

Bélgica: Courtois - Vertonghen, Alderweireld, Denayer - Castagne (Batshuayi 90+2), Witsel, Tielemans (Vanaken 70), Carrasco - De Bruyne, Lukaku, E. Hazard (cap) (Trossard 74). T: Roberto Martinez

França: Lloris (cap) - Kounde, Varane, L.Hernández - Pavard (Dubois 90+2), Pogba, Griezmann, Rabiot (Tchouameni 75), T.Hernandez - Mbappé, Benzema (Veretout 90+7). T: Didier Deschamps

ama-jta-rbo/bpa/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos