Viúvo, filhos e irmã de Marília Pêra disputam herança de R$ 40 milhões na Justiça

A atriz faleceu em dezembro de 2015, vítima de câncer (Globo/Caiuá Franco)

Avaliada em cerca de R$ 40 milhões, a herança de Marília Pêra, morta em dezembro de 2015, virou motivo de disputa judicial entre os filhos da atriz, Ricardo Graça Mello, Esperança Motta e Nina Morena, seu viúvo, Bruno Faria, e sua irmã, Sandra Pêra. De acordo com o testamento deixado por ela, seus filhos deveriam receber cada um 25% do espólio, e os outros 25% deveriam ser divididos entre o viúvo e a irmã.

Segundo o colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, porém, o economista resolveu não aceitar a decisão de Marília Pêra e contestou na Justiça o testamento por não querer deixar o apartamento em que vive em Ipanema, no Rio de Janeiro. Bruno alega que a lei brasileira determina que o viúvo tem direito a 50% dos bens em caso do cônjuge morrer e não concorda com a divisão estipulada no testamento.

Leia mais:
Karina Bacchi dá à luz Enrico: ‘Minha maior riqueza’
Camila Queiroz se declara para Klebber Toledo em aniversário de namoro

Marília Pêra e Bruno Faria ficaram casados por 17 anos até a morte da atriz. Procurada, Sandra Pêra se recusou a comentar o assunto. “Me desculpe, mas esse assunto é muito delicado. Vamos nos pronunciar na hora oportuna”, disse ela.