'Viva a democracia', diz Chico Buarque em show, após invasão golpista em Brasília

***ARQUIVO*** SÃO PAULO - SP - BRASIL, 27-02-2018,  O musico Chico Buarque durante ensaio no Tom Brasil. Ele se prepara para o inicio da turne em São Paulo,  (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO - SP - BRASIL, 27-02-2018, O musico Chico Buarque durante ensaio no Tom Brasil. Ele se prepara para o inicio da turne em São Paulo, (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Chico Buarque exaltou a democracia na abertura de seu show no Vivo Rio, na capital fluminense, neste domingo (8).

Ao entrar no palco, disse: "Sou apenas um cantor. Mas não posso deixar de dizer: viva a democracia."

A fala ocorre após manifestantes golpistas invadirem o Congresso Nacional, o Planalto e o STF (Supremo Tribunal) e espalharem atos de vandalismo em Brasília ao longo deste domingo.

Ao lado da cantora Mônica Salmaso, Chico apresenta na casa de shows a sua atual turnê, "Que Tal um Samba?", que tem rodado o país desde o ano passado.

A ação de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) deste domingo ocorreu uma semana após a posse de Lula (PT), antecedida por atos antidemocráticos insuflados pela retórica golpista do ex-presidente no período eleitoral.

Em pronunciamento, o presidente da República afirmou que todos os manifestantes golpistas que invadiram e vandalizaram as sedes dos Três Poderes serão encontrados e punidos.

O petista disse que eles são verdadeiros vândalos, e anunciou a intervenção federal na área de segurança do Distrito Federal até o fim de janeiro.