Vivendo na funerária

Em Severodonetsk, último bastião ucraniano no leste do país, Antonina e sua família encontraram refúgio em uma funerária. Cercada por caixões, ela reza pela paz e passa o tempo se distraindo com palavras cruzadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos