Vizinho fala sobre tiroteio que matou ator de Chiquititas

Reprodução

Vizinho de Paulo Cupertino, principal suspeito de matar o ator Rafael Miguel e os pais, José Marques, 69, falou ao portal UOL sobre o momento da execução da família.

"Estávamos fazendo um churrasco quando ouvi um tiroteio. O pessoal pensou que era bombinha, mas eu falei: 'Corre pra dentro'. Parecia arma automática porque foram vários tiros seguidos. Tinha uma pessoa que gritava muito, acredito que fosse a namorada”, afirmou ele.

Mais sobre o caso

Ainda segundo aposentado, crianças estavam correndo pelas ruas assustadas momentos depois do disparo. “Fui na rua verificar o que tinha acontecido e vi três pessoas mortas”, conta.

Leia também

O caso

O ator Rafael Miguel, conhecido por interpretar o personagem Paçoca no remake ’Chiquititas’, do SBT, morreu na tarde deste domingo (9), em Pedreira, na zona sul de São Paulo. O jovem de 22 anos foi assassinado junto com seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, Miriam Selma Miguel, de 50.

A família estava na casa da namorada de Rafael, Isabela Tibcherani, 18, quando foram mortos pelo pai da jovem, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48, que chegou armado no local.

O crime teria sido motivado por ciúmes. De acordo com informações divulgadas pelo jornalista por Luiz Bacci em suas redes sociais, o pai de Isabela era possessivo e não permitia o namoro.

Em nota, a assessoria da Segurança Pública de São Paulo diz:

“João Alcisio Miguel, de 52 anos, Miriam Selma Miguel, de 50, e Rafael Henrique Miguel, de 22, morreram após serem baleados, por volta das 13h55 de domingo (9), na Estrada do Alvarenga, no bairro Pedreira, na zona sul da Capital. O caso é investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime."