Vizinhos de mulher eletrocutada dizem que problemas com fios são comuns na região

REGIANE SOARES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vizinhos da copeira Maria Aparecida Cardoso, 40 anos, disseram que a queda de energia, estouro de transformadores e fios caídos pela calçada são comuns nas ruas de Capão Redondo (zona sul).

"O que aconteceu ontem [terça-feira, 5] não foi uma fatalidade. Fio caído não é uma novidade para nós. E toda vez que chove um transformador estoura", afirmou um vizinho que preferiu não se identificar.

Maria Aparecida morreu eletrocutada no início da noite desta terça-feira (5) após ser atingida por fio de energia que caiu de um poste, na rua Luiz de Oliveira, no Capão Redondo, zona sul de São Paulo. Ela estava a poucos metros de casa quando foi atingida.

Um outro morador que também não se identificou disse que no início da noite de terça-feira (5) um transformador da rua Luís de Oliveira, onde Maria Aparecida foi atingida, estourou ao menos três vezes.

"É sempre assim que. Acho que é por causa dos galhos das árvores que batem nos transformadores", disse.

Na rua da casa de Maria Aparecida um morador mostrou um emaranhado de fios em um poste perto de uma árvore.

"O que houve aqui foi uma tragédia anunciada. Foi com a Cida [Maria Aparecida] mas poderia ser com qualquer um de nós", disse outro morador que também não se identificou.

Procurada, a Enel (distribuidora de energia elétrica em São Paulo) não se manifestou até a publicação desta reportagem.