Vladimir Putin encontra-se com mães de soldados russos

O presidente russo, Vladmir Putin, encontrou-se com um grupo de mães de soldados enviados para a guerra na Ucrânia, para demonstrar que não é insensível à sua dor, a dois dias do Dia da Mãe na Rússia.

Mensagens como “os vossos filhos são uns heróis" ou "não devem acreditar em tudo o que lêem na internet" foram algumas das palavras dirigidas por Vladimir Putin a estas mães.

"Quero que saibam: eu pessoalmente e toda a liderança do país partilhamos esta dor. Compreendemos que nada pode substituir a perda", disse o chefe de Estado da Rússia.

Na rede social Telegram, o Conselho de Mães e Esposas dos soldados, uma organização criada na Rússia após o início da guerra, diz não ter conhecimento de que alguma mãe do conselho tenha sido convidada para o encontro, alegando que as mães presentes foram especialmente ‘selecionadas’.

Olga Tsukanova faz parte desta organização e diz não ser possível dialogar com as autoridades. "Perdemos os soldados. Temos uma pergunta: estamos aqui [em Moscovo] há vários dias, visitamos todos os serviços públicos, exigimos, tentamos de todas as formas possíveis dialogar com as autoridades, mas parece que isso simplesmente não é possível", salientou.

Muitas mães, tanto russas como ucranianas, nunca mais voltarão a ver os filhos com vida. Estima-se que a guerra já provocou dezenas de milhares de mortos em ambos os lados do conflito.