Vladimir Putin sozinho numa missa na Catedral da Anunciação de Moscovo

Natal ortodoxo marcado pela guerra.