'Você é o Pelé?': relembre a carreira do Rei do futebol no cinema

Perguntado certa vez se sua fama era comparada a de Jesus, Pelé brincou: "Há partes do mundo em que Jesus Cristo não é tão conhecido". A celebridade mundial de Edson Arantes do Nascimento, que faleceu nesta quinta-feira, 29, extrapolou o mundo do futebol.

Despedida: Morre Pelé, o imortal Rei do Futebol, aos 82 anos

Legado: Internação de Pelé faz redes lembrarem genialidade do Rei do Futebol em vídeos; assista

Ele estrelou diversos filmes, incluindo algumas produções internacionais, como "Fuga para a vitória" (1982), em que contracenou com Sylvester Stallone. O astro também atuou em um grande sucesso dos Trapalhões e protagonizou um dos diálogos mais lendários do cinema brasileiro em "Os trombadinhas". A sua punchline "Não, eu sou o Jô Soares" virou meme mais de 30 anos após o filme estrear nos cinemas.

Amante da música, Pelé também gravou com Elis Regina e foi tema de inúmeras canções da cultura popular.

"O Barão Otelo no barato dos bilhões" (1971)

O craque faz uma participação especial como "Dr. Arantes" nesta comédia de Miguel Borges. Pelé participa do esquema de um malandro carioca (interpretado por Grande Otelo) que acredita estar predestinado a ganhar na loteria após participar de um ritual de umbanda.

"A marcha" (1972)

Pelé é o protagonista desta adaptação da obra de e Afonso Schmidt. O longa acompanha as lutas pela abolição da escravatura no Brasil. O Rei encarna Chico Bondade, líder de um protesto dos escravos. A obra não teve a recepção esperada e decepcionou nas bilheterias.

"Isto é Pelé" (1974)

Produzido pela Rede Globo e dirigido por Eduardo Escorel e Luiz Carlos Barreto, o documentário acompanha o atleta em campo e fora dele, e ainda utiliza imagens de arquivo do Canal 100 e das Copas do Mundo das quais Pelé participou.

"Os trombadinhas" (1979)

A mistura de comédia e aventura de Anselmo Duarte traz o famoso diálogo entre Pelé e a atriz Ana M. Nascimento e Silva. O Rei aparece para interromper uma briga de rua, surpreendendo a personagem. "Você é o Pelé?", ela pergunta. "Não, eu sou o Jô Soares". O roteiro é de Carlos Heitor Cony.

"Fuga para a vitória" (1982)

Além de Pelé, a produção norte-americana contou com outros astros do futebol no elenco, como o inglês Bobby Moore e o argentino Osvaldo Ardiles. O filme de John Ford coloca em cena a rivalidade entre os comandantes de um campo alemão e uma seleção composta pelos prisioneiros aliados, liderada pelo capitão John Colby (Michael Caine). O jogador brasileiro também contracena com Sylvester Stallone.

"Os Trapalhões e o Rei do Futebol" (1986)

Criado especialmente para comemorar os 20 anos dos Trapalhões, Pelé faz um repórter esportivo que ama futebol.