Você sabia? Antes de Caio Henrique, Diniz foi responsável por transformar Samuel Xavier em lateral de ofício

Caio Henrique é o grande case de sucesso de Fernando Diniz no que diz respeito a mudanças de posição. O hoje lateral-esquerdo do Monaco surgiu como meio-campista na base do Santos, chegou a atuar como atacante no Paraná, mas decolou mesmo após trabalhar com o treinador no Fluminense, em 2019. Mas esse não é o primeiro acerto. Isso porque o lateral-direito Samuel Xavier passou pelo mesmo processo.

Bastidores do Fluminense: veja as últimas notícias e análises

Saiba os valores: Flu aumenta premiação com a Copa do Brasil

Autor de um dos gols da goleada do Fluminense por 5 a 3 sobre o Atlético-MG, na última quarta-feira, pelo Brasileiro, Samuel Xavier só virou lateral-direito por causa de Fernando Diniz. Isso porque o atleta de 32 anos surgiu como meio-campista de origem na base do Paulista de Jundiaí e assim permaneceu até 2010. Então, sua força física e capacidade atlética chamaram atenção para um teste na lateral.

— O Samuel, desde que eu cheguei aqui, tem jogado muito bem. É um jogador que eu conheço, já trabalhei com ele no início da carreira dele e da minha, no Jundiaí, em 2010. Ele jogava mais por dentro, eu acabei colocando ele de lateral. É um jogador que eu acompanho, tenho um carinho muito grande, ele tem uma trajetória muito bonita dentro do futebol. É muito bom reencontrá-lo aqui e desfrutar junto dele desse momento positivo que ele está vivendo — afirmou Fernando Diniz.

História para enganar gente grande? Os vídeos daquela época mostram que não. Por exemplo, na vitória do Paulista diante do Corinthians, pelo Paulistão de 2010, Fernando Diniz estava à beira do gramado. Neste caso, Samuel Xavier começou no banco de reservas e entrou no segundo tempo. O hoje lateral-direito titular do Fluminense era um meia reserva na equipe de Jundiaí, o que ajudou a testá-lo como lateral.

Na última rodada do Paulistão daquele ano, a equipe de Jundiaí precisava vencer o Palmeiras para escapar do rebaixamento. Assim foi feito: vitória por 3 a 1, com direito a gol do jovem Samuel. O técnico daquela partida foi Wagner Lopes, ex-auxiliar técnico de Fernando Diniz, que o substituiu por estar suspenso.

Samuel Xavier deixou o Paulista em 2012. Fernando Diniz, em 2011. Eles rodaram pelo futebol brasileiro até se reencontrarem no Fluminense. Agora, eles lutam juntos para levar o tricolor rumo a uma vaga na Libertadores. O clube volta a campo no próximo sábado, às 19h (de Brasília), quando enfrenta o Atlético-GO, no Maracanã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos