Vocalista do Bokaloka morre após infartar durante show no Rio

Renato Cesar Alves de Oliveira, o Renatinho Bokaloka, de 48 anos, vocalista do grupo de pagode Bokaloka, morreu nesta quinta-feira. Ele sofreu um infarto durante um show no Bar do Zeca, na Zona Oeste do Rio, na noite de quarta-feira. O cantor chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu.

— Ele teve que ser levado às pressas direto para o Lourenço Jorge — contou Cláudio Malagueta, empresário do Bokaloka, quando o artista ainda estava passando por exames.

Segundo Malagueta, que estava na Itália e se preparou para voltar ao Brasil diante da emergência, Renatinho estava com uma artéria entupida e precisou passar por alguns procedimentos.

Renatinho foi levado primeiramente para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para ser medicado e passar por exames. Na tarde desta quinta-feira, foi transferido para o Instituto Nacional de Cardiologia, em Laranjeiras, onde morreu.

“Renatinho sempre será lembrado como um dos grandes nomes do pagode dos anos 90, fazendo história na música brasileira. O samba e o pagode estão em luto”, finalizou o comunicado.

Após Renatinho ter que deixar o palco, Arlindinho, filho de Arlindo Cruz, que estava na plateia, assumiu o lugar do cantor. O cantor postou um vídeo lamentando a morte do amigo.

“Irmão Renatinho, descanse em paz. Tive com você há tão pouco tempo, não imaginava que fosse uma despedida... Um cara tão maneiro... Vão ficar guardadas aqui suas lembranças”, postou Arlindinho em homenagem ao amigo logo após a notícia.

O grupo Sorriso Maroto e outros famosos também lamentaram a perda.

"Nós do Sorriso enviamos todos os nossos melhores sentimentos para família do Renatinho, para os parceiros de banda e amigos. Que Deus cuide de tudo e que ele descanse em paz", disse o grupo.

Em maio do ano passado, Renatinho sentiu fortes dores no peito durante uma turnê em Paris e foi levado para uma unidade de saúde na capital francesa. Na ocasião, ele passou por uma procedimento para a colocação de stents.

História do grupo

Renatinho fazia parte do Bokaloka desde a sua formação, em 1995, com o nome de Água na Boca. Em 1997, lançou seu primeiro CD "Você Vai se Amarrar", pela gravadora Indie Records e, no ano seguinte, o segundo álbum "Apaixonado".

Em 1998, chegou às lojas o terceiro CD "Bokaloka", pela EMI. Em 2000 e 2001, alguns discos ao vivo gravados de shows do grupo foram lançados no mercado alternativo, caindo no gosto popular e aumentando ainda mais a popularidade do Bokaloka.

A popularidade dos CDs alternativos foi um dos fatores que levou a gravadora Deck Disc a lançar o CD "Bokaloka de Verdade - Ao Vivo", que atingiu a marca das 150 mil cópias vendidas, recebendo assim, seu primeiro disco de ouro. Em 2004, ainda pela Deck, o grupo lançou o CD "Bateu Emoção - Ao Vivo", também disco de ouro pela segunda vez.

Em 2005 já com a nova formação, Renatinho, Toninho e Sorriso deram continuidade ao trabalho do Bokaloka e, em 2006, lançaram o primeiro DVD juntamente com o CD "Tá na Hora - Ao Vivo".