Vocalista da banda Carrapicho, Zezinho Corrêa morre de Covid-19 aos 69 anos

O Globo
·1 minuto de leitura

Zezinho Corrêa, vocalista da banda Carrapicho, morreu nesta sábado (6), aos 69 anos, em decorrência de Covid-19. Ele estava internado em estado grave desde janeiro, num hospital particular de Manaus.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa, que soltou o seguinte comunicado:

"A família Corrêa vem a público comunicar o falecimento do nosso amado cantor Zezinho Corrêa. Zezinho estava internado desde o dia 04/01 no Hospital Samel. No dia 07/01 foi transferido para o leito de UTI no Hospital Prontocord e lá estava lutando bravamente por sua vida. Em decorrência das complicações da Covid-19, Deus quis levá-lo para sua morada eterna, e hoje ele nos deixou. O céu ganhou mais uma estrela que, com sua luz, brilhará para a eternidade. Obrigada por levar o nome do Amazonas para o mundo, por ser esse ser humano incrível em todos os sentidos. Você já está fazendo muita falta na nossa família, daqui vamos continuar te amando sempre. Hoje a batida do tambor se calou".

Zezinho criou a banda com amigos nos anos 1980 e fez sucesso em todo o Brasil principalmente com a música "Tic, tic, tac", uma das mais tocadas de 1996. Sempre exaltando a cultura amazônica em suas canções e apresentações, Carrapicho chegou a vender mais de 15 milhões de discos em todo o mundo.