Vocalista de banda é espancada por casal antes de show em PE

Vocalista foi espancada por casal antes de show - Foto: Reprodução/WhatsApp
Vocalista foi espancada por casal antes de show - Foto: Reprodução/WhatsApp
  • Vocalista foi espancada por casal antes de um show que faria em Vitória do Santo Antão-PE

  • Imagens mostram a mulher sendo atacada após deixar o carro em que estava

  • Ela afirma que o homem é um policial militar, mas os agressores não foram identificados

Uma mulher foi espancada por um casal na madrugada da última quarta-feira (7) em Vitória do Santo Antão, Pernambuco. Soraya Oliveira, de 23 anos, é vocalista da Banda Sedutora e se preparava para um show quando foi atacada.

Imagens registradas por uma câmera de segurança e por testemunhas mostram Soraya dentro de um carro prata quando uma mulher abre a porta do veículo. A cantora desce e tem os cabelos agarrados pela agressora.

As duas entram em luta corporal, momento no qual o homem aparece, derruba Soraya no chão e acerta repetidos socos no rosto da vítima. Pessoas ainda tentam separar a briga, mas sem sucesso.

"Ela abriu a porta e eu me levantei. Ela pegou no meu rosto e começou a me bater. Ele veio por trás e começou a me dar vários socos no rosto. Eu estava deitada no chão", disse a cantora ao g1, acrescentando que a mulher mordeu um de seus seios.

Também ao portal, a vocalista explicou que chegou ao local do show junto com músicos e produtores, que deixaram o carro para levar instrumentos para o palco. Apenas Soraya e uma outra vocalista, Bruna Leão, ficaram no veículo.

Nesse momento, um homem bateu no vidro e pediu que elas tirassem o automóvel dali, pois estava impedindo a saída do carro dele. A mulher, então, pediu que o rapaz esperasse um pouco, para que os outros integrantes voltassem e pudessem mover o veículo.

O homem, então, teria começado a urinar ao lado da janela do carro, o que foi repreendido por Soraya. Segundo ela, foi nesse momento que a mulher apareceu e teve início a agressão.

Homem seria policial militar

Soraya garantiu que seu agressor é um policial militar chamado Albenir e que ele estaria bêbado no momento do ataque. A Polícia Civil, porém, relatou que o suspeito ainda não foi identificado.

A vítima registrou boletim de ocorrência na madrugada do mesmo dia por lesão corporal e dano/depredação, uma vez que o carro da banda foi danificado. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Após o episódio, Soraya foi encaminhada a uma unidade hospitalar, passou por exames e recebeu alta na sequência.