Vocalista do Faith No More fala sobre a agorafobia, que o fez cancelar shows: 'Medo de pessoas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em setembro do ano passado, o cantor americano Mike Patton cancelou uma série de shows que faria com suas duas bandas, Faith No More e Mr. Bungle. O motivo era sua saúde mental, dizia o anúncio na época, mas não estava claro o real diagnóstico de Patton.

Em entrevista recente à Rolling Stone, o vocalista deu mais detalhes sobre sua condição. Ele disse sofrer de agorafobia, um transtorno de ansiedade que gera medo de lugares e situações que possam causar pânico, impotência ou constrangimento.

Patton afirmou que a pandemia agravou a situação, embora no começo ele acreditasse que o isolamento poderia ser benéfico. "É fácil culpar a pandemia. Mas vou ser honesto, cara: no início da pandemia, eu pensava: 'Isso é ótimo. Posso ficar em casa e gravar.' Eu tenho um estúdio em casa. Então eu fiquei tipo, 'Sim, qual é o problema?' Mas então alguma coisa aconteceu, e eu fiquei completamente isolado e quase antissocial, e com medo das pessoas", contou o cantor à publicação.

Ainda na entrevista, Mike Patton disse que o clima entre os integrantes do Faith No More não está dos melhores e que provavelmente seus companheiros de banda ficaram "um pouco chateados com ele" diante da situação. "Alguns dias antes de irmos para a estrada, eu disse aos caras: 'Ei, eu não acho que posso fazer isso.' De alguma forma, minha confiança foi quebrada. Eu não queria estar na frente das pessoas, o que é estranho porque passei metade da minha vida fazendo isso", explicou.

Aos 54 anos, Patton disse que está recebendo apoio profissional para tratar da doença e que já está se sentindo muito melhor, mas que ainda não há previsão para remarcar os shows do Faith No More que foram cancelados. "Meus cães me mantêm completamente em paz. E meu jardim, isso realmente ajuda. E também a ajuda que estou recebendo, como psicoterapia, psiquiatras, todas essas coisas", detalhou o músico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos