Vodka é inútil para se proteger do novo coronavírus, alerta um fabricante

Las fórmules artesanales de gel desinfectante más locas circulan por Internet desde hace varios días en razón de los temores suscitados por el coronavirus

Confeccionar de maneira caseira um gel hidroalcoólico com vodka é inútil no combate ao coronavírus, alertou um fabricante americano dessa bebida destilada em resposta a um usuário que compartilhou uma receita própria.

"Fiz álcool em gel com sua vodka. O gel não tem um sabor ruim. Me protege dos germes e me sinto bem", disse nesta quinta o usuário Snottypotty, em sua conta de Twitter, em mensagem direcionada à marca de vodka Tito's, com sede no Texas.

Um outro usuário, chamado Kaliel, também confirmou no Twitter que "faria um gel desinfetante com vodka de Tito para se manter protegido do coronavírus". E um terceiro, Rick Holter, sugeriu ter uma garrafa de vodka a mão para limpar as mãos.

Diantes dessas mensagens, o fabricante lembrou as recomendações dos Centro Americano para o Controle de Doenças (CDC).

"Os géis desinfetantes devem conter ao menos 60% de álcool. A vodka artesanal de Tito tem 40% de álcool e, portanto, não cumpre os requisitos", disse em mensagem.

As redes sociais se viram inundadas de receitas artesanais mais ou menos excêntricas, e às vezes perigosas, desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou em seu site um guia de produção local indicado à profissionais da saúde.

Em poucas semanas, as máscaras, géis desinfetantes, luvas e vestes protetoras se tornaram produtos escassos em vários países do mundo.