Vojvoda puxa lista, e Série A do Brasileiro abre período de dança das cadeiras entre treinadores; veja cenário

Após a classificação para a Libertadores de 2023, Juan Pablo Vojvoda não confirmou sua permanência no Fortaleza mesmo tendo uma proposta de renovação em mãos. Isso não garante que ele não ficará no clube cearense para a próxima temporada, mas serviu para tornar o técnico argentino a peça mais cobiçada no mercado atualmente após a incrível recuperação do Fortaleza no segundo turno do Brasileirão. Ao menos quatro clubes brasileiros, além do Fortaleza, desejam contar com ele no comando ano que vem: Atlético-MG, Corinthians, Santos e Vasco.

Dos 20 clubes que disputarão a Série A em 2023, oito deles — quase a metade — romperam o vínculo com seus treinadores e buscarão novos nomes para a próxima temporada.

O Vasco busca um substituto para Jorginho e tem em Juan Pablo Vojvoda o nome mais cotado para assumir o clube no retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. A maior cartada do cruz-maltino se dá pelos investimentos da SAF, que virão em peso a partir de 2023, e a apresentação de um projeto de longo prazo ao argentino. O clube acredita que um projeto estruturado pode seduzi-lo.

O principal concorrente do Vasco é o Corinthians, que não conseguiu renovar com o português Vítor Pereira. O plano A do clube alvinegro era manter o atual comandante, mas como não teve sucesso, o foco se voltou para o argentino. Ainda não foi feita proposta oficial, mas há sondagem. Entre os torcedores, enquetes mostram que Vojvoda é o favorito dos corintianos para assumir o clube.

O Corinthians também tem olhos em Tite, que seria uma espécie de plano B, devido à dificuldade de acerto. Esperar até o fim da Copa do Mundo é algo visto como ruim para o planejamento e a diretoria sabe que o atual técnico da seleção brasileira deve tentar um cargo em algum clube europeu após o Mundial do Catar.

O Santos, que não permanecerá com o interino Orlando Ribeiro para 2023, também tem interesse m Vojvoda. Curiosamente, ele não é o único argentino na mira do clube da Vila Belmiro: o técnico Marcelo Bielsa, ex-Leeds, também é um sonho de consumo do alvinegro praiana. A questão financeira, no entanto, faz o Santos ficar atrás dos concorrentes.

O Atlético-MG, que na noite de segunda-feira anunciou a saída de Cuca, é o quarto clube que deseja contar com Vojvoda. Como vai disputar a fase preliminar da Libertadores, o Galo precisa adiantar seu planejamento. Ex-Internacional e Celta-ESP, Eduardo Coudet, que está sem clube, e Fernando Diniz, que deve renovar com o Fluminense, são outros treinadores na mira.

O jornal espanhol Marca noticiou que o Elche, atualmente na lanterna do Campeonato Espanhol, é o outro clube que estaria de olho no treinador do Fortaleza.

Se perder seu valorizado e cobiçado técnico, o clube cearense tem o também argentino Sebastián Beccacece como uma opção.

O Bahia já anunciou que não continuará com Eduardo Barroca como técnico, mas não deve ficar muito tempo sem comandante. Antônio Carlos Zago já anunciou a saída do Bolívar, da Bolívia, e deve ser o novo treinador do clube baiano, que retorna à Série A.

O mesmo vale para o Bragantino que, após a saída de Maurício Barbieri, já tem quatro nomes na mira e não deve ter dificuldade para um acerto. Todos são mantidos em sigilo, mas tratam-se de quatro técnicos europeus. O Goiás, que não renovou com Jair Ventura, é outro que busca um novo comandante.

Em Curitiba, o Athletico já tem substituto para o lugar de Luiz Felipe Scolari, que se aposentou da beira dos gramados. Membro da comissão técnica de Felipão desde o fim de 2016 e considerado o candidato natural para dar sequência ao trabalho, Paulo Turra foi oficializado para a próxima temporada.