Carros elétricos: Volkswagen e Bosch se unem para fabricar baterias

·2 min de leitura
Volkswagen quer superar a Tesla como maior vendedora de carros elétricos (Getty Images)
Volkswagen quer superar a Tesla como maior vendedora de carros elétricos (Getty Images)
  • Estimativa é que Europa concentre a produção de 1/3 das baterias globais até 2030

  • Volkswagen quer superar a Tesla como maior vendedora de carros elétricos

  • Montadora quer vender exclusivamente veículos elétricos na Europa a partir de 2035

Sem informar o valor do investimento para o negócio ser sacramentado, Volkswagen e Bosch anunciaram a criação der uma Joint Venture - tipo de associação de duas entidades para tirar proveito de alguma atividade, por um tempo limitado, sem que cada uma delas perca a identidade própria - até o fim de 2022. O objetivo é tornar a Europa autossuficiente no setor de produção de baterias para carros elétricos, fornecendo sistemas e aumentando locais para tal.

Leia também:

Concentrar produção na Europa

Com a missão de superar a Tesla como maior vendedora de veículos elétricos, a Volkswagen já havia anunciado planos de construção de seis fábricas na Europa - objetivando controlar o máximo da cadeia de suprimentos possível. Agora, com essa parceria envolvendo a Bosch, a estimativa é que o velho continente concentre a produção de um terço das baterias globais até o final da década, de acordo com a EBA (European Battery Alliance). O que, por consequência, reduziria a dependência de fornecedores da Coreia do Sul e da China, que dominam o mercado.

Venda exclusiva na Europa

A Volkswagen quer vender exclusivamente veículos elétricos na Europa a partir de 2035. Para isso, anunciou em dezembro um aumento no investimento em eletrificação para os próximos cinco anos, chegando ao montante de € 52 bilhões (cerca de R$ 325,6 bi). Vale lembrar que, ainda em 2021, o presidente-executivo da montadora - Herbert Diess - desafiou o próprio conselho da empresa para colocar em prática sua estratégia de eletrificação. O que, segundo ele, pode gerar € 20 bilhões (R$ 125 bi) até 2030. Para a Bosch - multinacional alemã de engenharia e eletrônica - isso fortalecerá seu papel na transição para elétricos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos