Volpi repete atuação da semifinal do Paulista de 2019 em decisão por pênaltis contra o Fortaleza

LANCE!
·1 minuto de leitura


Brenner se encaminhava para ser o grande nome da classificação do São Paulo diante do Fortaleza nas oitavas de final da Copa do Brasil, mas o goleiro Tiago Volpi, no fim, ganhou a disputa. Após fazer grandes defesas no segundo tempo do jogo, ele defendeu a única cobrança nas penalidades máximas e garantiu o time na próxima fase do torneio – algo muito parecido com o que ocorreu em 2019, mas no Campeonato Paulista.

- Acho que serve de um aprendizado muito grande, saio contente com a classificação, mas não pode sofrer tanto, com um jogo que estava no nosso domínio. 2 a 0, controle de jogo, acabou dando oportunidade para o Fortaleza empatar e quase custou a classificação – disse o arqueiro na saída de campo.

De fato, o Tricolor vencia a partida com tranquilidade por 2 a 0, com dois gols de Brenner, mas viu o zagueiro Diego cometer uma falha na entrada da área e deixar o time de Rogério Ceni diminuir a vantagem. Já nos acréscimos, Roger Carvalho deixou tudo igual e, então, a decisão foi para as penalidades máximas.

Na última vez que o time havia se confrontado com uma decisão por pênaltis, o protagonismo também ficou com Volpi. A situação ocorreu em 2019, na semifinal do Paulista, diante do Palmeiras. Assim como nesta noite, ele cobrou uma penalidade naquela ocasião, mas, diferentemente deste domingo, ele acabou desperdiçando. No entanto, se redimiu ao pegar a cobrança de Zé Rafael logo em seguida e garantiu o time na final do estadual.

Agora, o São Paulo mal tem tempo para respirar, já que tem compromisso contra o Lanús, na Argentina, pela segunda fase da Copa Sul-Americana já nesta quarta-feira.