De volta ao Rio com novo show, Whindersson Nunes reflete sobre trabalho: 'Não é o que vai deixar você feliz'

Luana Santiago

De volta a Jeunesse Arena, na Barra,  pela segunda vez, Whindersson Nunes apresenta o show "A volta do que não foi" neste domingo. Embora animado com o  retorno aos palcos após ficar de abril a agosto afastado dos holofotes para tratar a depressão, o rapaz admite que já pensa em parar de trabalhar definitivamente no futuro. 

— Vou parar, mas não do nada e muito menos para ficar à toa. Quando isso acontecer, acho que focaria no YouTube, porque consigo produzir no meu canto — conta o ator, que também estreia o filme "Os parças 2'' na próxima quinta-feira.

Enquanto esteve recluso por três meses, inclusive, Whindersson teve tempo para refletir sobre o verdadeiro significado da felicidade.

— Aprendi com isso tudo que não é sucesso profissional que vai deixar você feliz. Porque se você tem êxito na carreira, mas sua mãe e seu pai não estão assim, e eles estão tristes, não adianta. A questão é deixar toda a família na mesma vibe, na mesma sintonia (para ficar feliz).

Em sua família, Whindersson garante que tudo segue a mil maravilhas, embora exista uma distância entre ele e seus pais que vai além da física, já que ele mora em São Paulo com a mulher, a cantora Luísa Sonza enquanto  seus progenitores permaneceram no Piauí, onde nasceu.

— Minha família é muito reino animal. É ''Nasceu, tá bom, agora vai fazer suas coisas''. Mas eles vão lá em casa, e eu vou na deles. O amor sem dúvidas é o maior do mundo, mas  funcionamos da maneira ''os problemas dos meus pais são deles e os meus são os meus'' — explica ele.