De volta em remake de 'Querida, encolhi as crianças', Rick Moranis explica por que sumiu de Hollywood

RIO - É difícil não se lembrar de Rick Moranis se você cresceu entre os anos 1980 e 1990: o ator canadense estrelou sucessos da época como "Caça-fantasmas" e "A pequena loja de horrores". Moranis, porém, estava há 23 anos sem fazer um filme até esta semana, quando foi anunciado um remake de '"Querida, encolhi as crianças", de 1989.

Hoje com 66 anos, Moranis passou as duas últimas décadas fora dos holofotes. Uma rara participação no cinema foi no desenho da Disney "Irmão urso" (2003), como dublador. Antes disso, seu último filme foi na sequência "Querida, encolhi a gente", lançada diretamente em vídeo, em 1997.

Em entrevista ao jornal "The Guardian" em 2013, o ator explicou que resolveu pausar a carreira após a morte da mulher, Ann Belsky. Mãe dos dois filhos de Moranis, a estilista morreu em 1991, de câncer de mama.

"Eu dei uma pausa porque era um pai solteiro, e começou a ficar difícil voar a trabalho e cuidar das crianças, e a pausa foi ficando longa e mais longa, e eu não queria perder o que eu estava fazendo", contou ele.

Em outra entrevista ao "The Independent", em 2006, o ator disse que, nos primeiros anos após a morte da mulher, conseguiu conciliar a criação dos filhos com a carreira. Mas, depois, passou a sentir muita falta das crianças quando estava fora.

"Cheguei a um ponto em que estava fazendo muitos filmes com crianças — crianças muito legais, mas que não eram as minhas. Então eu pensei: 'Quer saber? Estou cansado de levar meus filhos para quartos de hotéis. Vou para casa". Aí passei a recusar os filmes que chegavam", contou ele, que disse não sentir falta do trabalho.

"Não sentia falta de trabalhar, de viajar, não sentia falta das pessoas. Não sentia falta de nada".

Em "Shrunk", Moranis vai voltar a interpretar o excêntrico inventor Wayne Szalinski. No reboot, o protagonista será Nick Szalinski (Josh Gad), filho agora adulto de Wayne e também cientista. Diretor do primeiro filme da franquia, Joe Johnston também estará de volta na produção.