‘Volta pra senzala': vereador denuncia ameaças racistas por e-mail

Vereador foi alvo de mensagens racistas - Foto: Reprodução
Vereador foi alvo de mensagens racistas - Foto: Reprodução
  • Vereador revelou ter sido alvo de ameaças racistas recebidas pelo e-mail da Câmara de Curitiba

  • Texto enviado a Renato Freitas dizia que o vereador devia "voltar para a senzal"

  • Colega do petista, Sidnei Toaldo negou ter sido o responsável pela mensagem

O vereador de Curitiba Renato Freitas (PT) denunciou ter recebido ameaças racistas em seu e-mail oficial da Câmara da capital paranaense. As informações são do site Brasil de Fato.

Renato explicou que a mensagem, que teria sido encaminhada pela conta do colega Sidnei Toaldo (Patriota), dizia: “Volta para a senzala”, além de outras ofensas.

"A Câmara de vereadores de Curitiba não é seu lugar, Renato. Volta para a senzala. E depois de você, vamos dar um jeito de cassar a Carol Dartora e o Herivelto", diz o e-mail, citando outros vereadores da casa.

Em outro trecho, o criminoso afirma que “vamos branquear Curitiba e a região Sul, queira você ou não. Seu negrinho”.

Em tom ameaçador, o autor do texto diz não temer Renato ou “esquerdistas vagabundos que te defendem, seu negro” e pede a cassação do vereador.

Assessoria nega autoria de Toaldo

Apesar de o e-mail ter partido da conta de Toaldo, segundo os prints da mensagem, a assessoria do político garantiu que o texto não foi enviado "de dentro da Câmara e não saiu da caixa de mensagem do vereador”.

Toaldo é relator de um processo disciplinar que tem Renato Freitas como alvo. O vereador do Patriota acusa o petista de atitudes "flagrantemente atentatórias ao decoro parlamentar" por ter participado de manifestação pelos assassinatos de Moïse Kabagambe e Durval Teófilo Filho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos