Voluntários oferecem tratamento dentário gratuito a jovens de baixa renda

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Jovens de baixa renda, entre 11 e 17 anos, vão ganhar tratamento odontológico gratuito no final de junho. A iniciativa, que pretende atender 5.000 pessoas, é do 'Dentistas do Bem', programa da organização Turma do Bem. A ação social faz parte do 39º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo.

Entre os dias 30 de junho e 2 de julho, os jovens devem comparecer ao prédio da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas), na Praça Campo de Bagatelle, em Santana (SP), com documento com foto e acompanhado de um responsável. Não é preciso agendar horário.

Caso o jovem tenha acesso à internet e queira antecipar seu cadastro, é possível preencher o formulário de triagem no site da Turma do Bem.

A seleção é feita por meio da aplicação de um índice de prioridade, que beneficia jovens menos favorecidos e com problemas bucais mais graves. O jovem recebe uma carta com nome e endereço do dentista voluntário responsável pelo seu tratamento.

Em 20 anos de existência, o programa atendeu, de forma voluntária, mais de 80 mil jovens no Brasil e em países da América Latina e de Portugal.

Com a participação de 18 mil dentistas voluntários, o tratamento inclui limpeza e, se necessário, próteses, ortodontia, radiografia e implantes até que os jovens completem 18 anos.

Segundo a organização, o tratamento tem caráter curativo, preventivo e educativo.

"Um jovem que não tem possibilidade de ir ao dentista e de cuidar da boca, tende a ser um adulto menos feliz", afirma Fábio Bibancos, dentista e presidente voluntário da Turma do Bem.

"Quem sente dor não estuda, não brinca, não consegue um bom emprego, se afasta dos amigos. O acesso à saúde bucal de qualidade faz com que esses jovens façam parte mais ativamente da sociedade", completa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos