Volvo pode usar motores da Mercedes-Benz

feedback@motor1.com (Chris Bruce)
Comparativo Land Rover Discovery x Volvo XC90

Daimler pode até comprar parte da Volvo

Agora que Li Shufu, CEO da Geely, é o maior acionista da Daimler, há uma grande possibilidade de que as duas empresas cooperem no desenvolvimento de tecnologias. De acordo com a publicação alemã Manager Magazin, a parceria pode ser estendida ao ponto da Daimler comprar uma pequena parte da Volvo, que é propriedade da Geely, e fornecer motores e outros componentes para a marca sueca.

Esta parceria ainda seria usada para que a Geely e a Mercedes criem uma plataforma para carros elétricos. Porém, a Manager Magazin afirma que a colaboração não envolveria a produção de baterias para estes carros, embora não explique porque isto está fora de cogitação.

Leia também:

Li Shufu comprou US$ 9 bilhões em ações da Daimler em fevereiro, o equivalente a 9,69% da empresa alemã. O empresário chinês acredita que o crescimento dos carros elétricos e da tecnologia autônoma fará com que uma pequena parcela de fabricantes domine todo o mercado. Para ele, fusões e parcerias entre as montadoras é a melhor maneira de sobreviver.

Geely GC9

Pouco após a aquisição, Li Shufu disse que, por enquanto, nem ele e nem a Geely iriam comprar mais ações da Daimler. Ele também prometeu que irá "seguir as determinações da Daimler, sua estrutura hierárquica e respeitar seus valores e cultura."

Investir na Daimler não é a primeira vez que a empresa busca formas de expandir. Por exemplo, ela comprou a Volvo em 2010 por US$ 1,8 bilhão e, no ano passado, adquiriu o controle da Lotus. Rumores falam que a fabricante chinesa também teria considerado comprar ações da BMW e da Fiat-Chrysler.

Fonte: Manager Magazin via Reuters