Voo atrasa e chegada do Flamengo tem plano especial de segurança e trens extras do metrô

Raphaela Ribas
Torcedores na Candelária

RIO - O time do Flamengo vai desfilar em carro aberto (trio elétrico) pela Avenida Presidente Vargas, da Candelária até o monumento Zumbi dos Palmares, na Praça Onze, após desembarcar no Rio. Para garantir a segurança, a Polícia Militar definiu um plano especial para este domingo, com 1,3 mil militares, além de agentes de outros órgãos públicos e privados. O objetivo é garantir a segurança de torcedores, moradores e turistas mobilizados para a repercussão da decisão da Copa Libertadores da América entre Flamengo e River Plate, em Lima. Com a conquista do título, espera-se uma grande festa para recepcionar a delegação rubro-negra, que deve desembarcar no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim por volta das 10h50. Houve atraso de ao menos 1h30 no voo.

Jogadores, comissão técnica e diretoria do clube seguirão em ônibus fechado do aeroporto à Candelária, no Centro, sob escolta de policiais do BPChq (Batalhão de Polícia de Choque) e do RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões). Há quatro trajetos possíveis entre o aeroporto e o Centro. A escolha será feita de acordo com informações da área de inteligência da Corporação, que observará condições de tráfego e de segurança.

De acordo com informações do Centro de Operações Rio, foram iniciados os bloqueios de ambos os sentidos da Avenida Presidente Vargas, entre a Candelária e o Monumento ao Zumbi dos Palmares, para desfile da delegação rubro-negra. Há previsão de chuvas para este domingo, segundo o Alerta Rio.

Próximo ao aeroporto, o trânsito é normal. Há muitos policiais no entorno. Na saída do Galeão, eles fecharam a estrada sentido Centro porque caiu um poste. A delegação do Flamengo deve sair pelo terminal de cargas.

Os torcedores seguiram a recomendação da Polícia Militar e não foram esperar o time no Aeroporto. Em compensação, alguns viraram a madrugada na Candelaria.

O MetrôRio vai reforçar a operação neste domingo. Os trens da linha 2 vão circular de Pavuna a Botafogo, enquanto as linhas 1 e 4 farão o serviço de Uruguai a Jardim Oceânico. Portanto, não haverá necessidade de transferência entre as linhas na estação Estácio. A estação Cidade Nova vai operar normalmente.

Haverá trens extras circulando e mais funcionários nas bilheterias, plataformas e máquinas de autoatendimento. A segurança das estações será reforçada com agentes da concessionária e apoio da Polícia Militar.

A estação Presidente Vargas ficará fechada durante a manhã e será reaberta uma hora após o término do evento. Os usuários podem se dirigir às estações Central e Uruguaiana, que ficam próximas e terão reforço de funcionários e orientadores de fluxo.

Aos domingos, a operação do metrô acontece das 7h às 23h.