Voo do Catar com afegãos, americanos e europeus deixa Cabul

·1 minuto de leitura

DUBAI (Reuters) - Um quarto vôo fretado transportando civis do Afeganistão para o Catar desde a retirada das forças dos EUA no mês passado deixou Cabul neste domingo com mais de 230 passageiros, incluindo afegãos, americanos e europeus, disse uma autoridade do Catar.

O voo, operado pela Qatar Airways, também transportava cidadãos da Alemanha, Bélgica, Irlanda, Canadá, França, Itália, Grã-Bretanha, Finlândia e Holanda, escreveu o ministro das Relações Exteriores do Catar, Lolwah Rashid Al Khater, no Twitter.

Um segundo oficial do Catar disse que havia 236 passageiros a bordo, tornando-se o maior vôo de evacuação desde a conclusão da retirada dos EUA e das forças aliadas em 31 de agosto.

Os passageiros ficarão inicialmente em um complexo na capital do Catar, Doha, que está hospedando afegãos e outros refugiados.

O Catar emergiu como um interlocutor-chave entre o Ocidente e o Taliban. O país do Golfo é um aliado próximo dos EUA, sediando a maior base militar americana no Oriente Médio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos