Vovó britânica presa por tráfico de drogas morre de câncer em cela infestada de ratos

·1 min de leitura
Susan Clarke, britânica presa em Portugal por tráfico de drogas - Reprodução/Sunday Mirror
Susan Clarke, britânica presa em Portugal por tráfico de drogas - Reprodução/Sunday Mirror
  • Uma avó britânica presa por tráfico de drogas morreu de câncer de mama na cadeia

  • Cocaína foi encontrada na bagagem de Susan Clarke, de 72 anos, em um navio de cruzeiro

  • A britânica morreu agonizando em uma cela minúscula infestada de ratos, em Portugal

Uma avó britânica presa por tráfico de drogas após denúncia de contrabando de cocaína com o marido em um navio de cruzeiro morreu de câncer de mama, agonizando em uma cela minúscula infestada de ratos, em Portugal. Susan Clarke, de 72 anos, cumpria pena de oito anos.

O casal estava em uma viagem do Caribe até Lisboa, quando a polícia recebeu uma denúncia e encontrou 20 libras (cerca de 9 kg) de cocaína no forro de quatro malas dos idosos. Eles alegaram que foram enganados por criminosos para carregar as bagagens, mas ambos foram presos por oito anos em setembro de 2019.

Leia também:

No julgamento, promotores acusaram os idosos de serem mulas traficantes de cocaína com destino ao Reino Unido, que usaram quatro cruzeiros em dois anos como fachada para seus crimes.

Susan foi trancada em uma prisão infestada de ratos com outras três pessoas, incluindo condenados por homicídio. Ela recebeu a última visita do marido, Roger, de 73 anos, dois anos depois de terem sido trancados em celas separadas.

Segundo o tabloide britânico The Mirror, uma fonte disse que Susan deveria retornar à Inglaterra para cumprir os últimos anos de detenção. "Ela foi condenada à prisão perpétua, deixada para morrer em uma prisão estrangeira sem ninguém ao seu redor", informou a fonte ao jornal.

Ela lutava contra o câncer de mama, mas os médicos em Portugal decidiram que não havia nada que pudessem fazer por Susan, então interromperam o tratamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos