VP do Flamengo diz esperar atuação do STJD por caso em jogo do Atlético-MG: 'Perda de mando e punição severa'

·1 min de leitura


Na partida entre Atlético-MG e Santos, pelo Brasileirão, o clima esquentou no Mineirão entre o estafe do Galo e a equipe de arbitragem, que relatou os protestos - com direito e socos e chutes na porta da sala do VAR - na súmula. Diante disso, Rodrigo Dunshee, VP Geral e Jurídico do Flamengo, afirmou esperar a atuação do STJD no caso: "Perda de mando e punição severa".

- Quando o clube mandante não proporciona segurança para o trabalho da arbitragem, quando invadem ou tentam invadir a sala onde se pratica a arbitragem por vídeo, a consequência só pode ser uma: perda do mando de campo e punição severa dos invasores/agressores. Vamos aguardar o STJD - publicou Rodrigo Dunshee, em seu perfil no Twitter, na manhã desta sexta.

Citado na súmula como autor de chutes e socos na porta da sala do VAR, o diretor de futebol Rodrigo Caetano rechaçou qualquer movimento para entrar à força onde estavam os árbitros de vídeo. O motivo de tamanha polêmica foram os lances que o time alvinegro considerou pênaltis não marcados pelos árbitro de campo e sem a revisão do VAR.

Atlético-MG e Flamengo estão brigando pelo título do Campeonato Brasileiro. A liderança é do Galo, que soma 56 pontos em 25 jogos. O Rubro-Negro tem 45 pontos, mas ainda tem duas rodadas adiadas a cumprir. Veja a classificação!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos