Novas inundações deixam 4 mortos e milhares de afetados no norte do Peru

Lima, 28 mar (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram e mais 20 mil ficaram com algum tipo de prejuízo depois que o Rio Piura transbordou ontem na região de mesmo nome, no norte do Peru, informaram nesta terça-feira fontes oficiais.

O chefe policial de Piura, Luis Bisso, disse à rádio "RPP" que as vítimas foram registradas na cidade de Catacaos, totalmente coberta pela água.

"O reporte que temos hoje é de quatro pessoas falecidas. Não recebemos informações de desaparecidos. Estamos em plena avaliação e à espera de dados", declarou.

Bisso acrescentou que a região de Catacaos "é de difícil acesso" para os veículos dos grupos de resgate e que ainda não foi possível confirmar a identidade dos falecidos.

O ministro da Defesa, Jorge Nieto, afirmou, por sua vez, que o governo não vai "abandonar" os afetados e desabrigados e acrescentou que os grupos de resgate estão trabalhando na região.

A Força Aérea do Peru resgatou vários moradores em Catacaos em uma operação feita com helicópteros da Força Aérea Colombiana. Os aparelhos foram enviados na semana passada para apoiar os trabalhos de emergência e ajuda humanitária. No entanto, o prefeito Catacaos, Juan Cieza, disse que as operações tiveram que ser suspensas na parte da noite por medidas de segurança.

"O que mais peço é mantimentos. As pessoas querem comida e água", afirmou, antes de indicar a única forma de entrar na cidade é com o uso de botes.

Piura, mais de 1.000 quilômetros ao norte de Lima, ficou inundada na madrugada da segunda-feira pelo transbordamento do rio, que chegou às ruas do centro histórico, e, em alguns lugares, atingiu uma altura de dois metros.

O porta-voz do Centro de Operações de Emergências Nacional (COEN), Jorge Chávez, informou que em Piura e Catacaos havia mais de 20 mil afetados e 1.000 pessoas precisaram ser resgatadas.

Peru enfrenta desde dezembro uma emergência climática causada pelo fenômeno de "El Niño costero", que se manifesta quando o aquecimento do Oceano Pacífico provoca intensas chuvas e inundações em toda a costa do país, principalmente no norte e no centro, incluindo Lima.

O fenômeno climático já deixou mais de 90 mortos e centenas de milhares de afetados, além de dezenas de milhares de imóveis destruídos. EFE