Vulcão japonês entra em erupção, mas sem causar vítimas ou danos

Imagem aérea de erupção do vulcão japonês Io Yama 19/04/2018 Kyodo/via REUTERS

TÓQUIO (Reuters) - Um vulcão do Japão entrou em erupção nesta quinta-feira, lançando nuvens de fumaça e rochas nos céus e levando as autoridades a proibirem o acesso ao local, mas não houve relatos de vítimas ou danos.

A erupção do Io Yama, vulcão de 1.298 metros de altura situado na ilha de Kyushu, no extremo sul do Japão, foi a mais recente de uma série ocorrida no país neste ano e que causou uma morte.

Imagens de televisão mostraram fumaça cinza emanando de vários pontos da encosta da montanha da cadeia de Kirishima, uma área rural localizada a cerca de 985 quilômetros de Tóquio.

O nível de alerta para o Io Yama foi elevado de 2 para 3 na escala japonesa de 5 graus, e a Agência Meteorológica do Japão avisou que rochas vulcânicas podem ser expelidas a até dois quilômetros de distância.

Em janeiro um militar morreu e 11 pessoas ficaram feridas, algumas em estado grave, quando o vulcão Kusatsu-Shirane desencadeou uma chuva de rochas que atingiu esquiadores em um resort na região central do país.

Dois meses depois, o Shinmoedake --vulcão que apareceu em um filme de James Bond da década de 1960 e situado na mesma cadeia de Kirishima do vulcão Io Yama-- lançou fumaça e cinzas a quilômetros de altura.

O Japão tem 110 vulcões ativos e monitora 47 deles em tempo integral. Em setembro de 2014, 63 pessoas morreram no Monte Ontake, o maior saldo de mortes provocado por um vulcão japonês em quase 90 anos.

(Por Elaine Lies)