Vulcão Merapi expele lava incandescente na Indonésia

Uma coluna de fumaça e cinzas de dois quilômetros de altura emerge do vulcão Merapi durante a erupção, em uma imagem tirada em 13 de fevereiro de 2020 em Yogyakarta (Indonésia)

O vulcão Merapi, na Indonésia, um dos mais ativos do mundo, entrou em erupção nesta quinta-feira (13) e cuspiu lava incandescente e fumaça que formava uma grande nuvem de mais de 2.000 metros no céu.

As autoridades não aumentaram o nível de alerta do vulcão após a erupção que ocorreu no início da manhã, mas pediram cautela às companhias aéreas.

Os moradores foram instruídos a não se aproximarem mais de três quilômetros da cratera de Merapi, perto da capital cultural da Indonésia, Jacarta, na ilha de Java.

Segundo o Centro de Prevenção de Riscos Vulcânicos e Geológicos, as cinzas vulcânicas caíram em uma área de 10 quilômetros quadrados ao redor do vulcão.

Em 2010, o Monte Merapi sofreu uma grande erupção que causou a morte de mais de 300 pessoas e forçou a evacuação de mais de 280.000 habitantes. Foi a erupção mais poderosa desde a de 1930, que deixou cerca de 1.300 mortos, enquanto uma explosão em 1994 causou 60 vítimas.

O arquipélago indonésio possui mais de 17.000 ilhas e ilhotas e cerca de 130 vulcões ativos.

A Indonésia está no cinturão de fogo do Pacífico, onde o atrito de placas tectônicas causa terremotos e erupções vulcânicas frequentes.