Vulcão nas Ilhas Canárias: Erupção pode durar entre 24 e 84 dias, aponta projeção

·1 minuto de leitura

O Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan) indicou nesta quarta-feira que a erupção do vulcão Cumbre Vieja pode durar de 24 a 84 dias. A projeção leva em conta dados sobre explosões anteriores na ilha de La Palma. A média de duração do fenômeno é de 55 dias.

O histórico aponta que a última erupção vulcânica na ilha, no Teneguía, em 1971, durou 24 dias, a menor registrada. Já a explosão do San Juan, em 1949, se estendeu por 47 dias e a do Charco, em 1712, 56 dias. A erupção do vulcão San Antonio, datada entre 1667 e 1678, durou 66 dias; o de Tigalate em 1646, 82 dias e o de Tehuya em 1585, 84 dias. Não há dados sobre quanto tempo durou o processo no vulcão Tacande, que entrou em erupção entre 1430 e 1440.

Desde domingo, a lava do vulcão Cumbre Vieja forçou a retirada cerca de 6 mil moradores da região. Segundo dados do monitoramento por satélite do programa Copernicus, da União Europeia, o material que sai da rocha já cobriu um total de 154 hectares e atingiu 320 edifícios.

O vulcão entrou em erupção às 11h12 no horário de Brasília (15h12, no horário local) de domingo, na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana de registro de milhares de atividades sísmicas na região. O fenômeno não ocorria desde 1971. Antes da erupção, um tremor de magnitude 3,8 foi registrado à superfície.

O fenômeno deixou muitas pessoas preocupadas pelos alertas de que poderiagerar um tsunami na costa brasileira . No entanto, as chances foram minimizadas por autoridades diante da repercussão nas redes sociais e seguem remotas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos