Wall St sobe com força de grandes empresas de tecnologia e ignora dados fracos

·2 minuto de leitura
Fachada da bolsa de valores de Nova York, EUA

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam nesta quinta-feira, à medida que uma reversão em quedas em ações de tecnologia de megacapitalização ajudava investidores a deixar de lado dados mostrando outra forte contração na economia dos EUA.

Pesos pesados ​​incluindo Microsoft Corp, Facebook Inc, Netflix Inc e Alphabet Inc subiam, apoiando o índice Nasdaq, com forte peso de ações de tecnologia.

Com a temporada de balanços trimestrais em pleno andamento, participantes do mercado começaram a questionar se empresas como Apple Inc, Facebook e Tesla Inc poderiam justificar suas avaliações premium.

"Os investidores estão digerindo os balanços que saíram entre ontem à noite e esta manhã e dando uma olhada nos fundamentos do que está acontecendo em empresas específicas, bem como em qualquer perspectiva que possa ser fornecida para tentar justificar as avaliações", disse Brian Vendig, gerente executivo na MJP Wealth Advisors, em Westport, Connecticut.

A Apple divulgou vendas e lucro do trimestre natalino acima das expectativas de Wall Street. No entanto, as ações da fabricante do iPhone caíam 1,9%.

Facebook subia 2,3% depois de superar as estimativas de receita trimestrais, mas alertou que as mudanças iminentes de privacidade da Apple podem prejudicar a receita, interferindo na segmentação de anúncios.

Tesla perdia 4,7%, depois que a fabricante de carros elétricos informou resultados decepcionantes para o quarto trimestre e não conseguiu fornecer uma meta clara de entregas de veículos em 2021.

Dados mostraram que a economia dos EUA contraiu em 2020 em seu ritmo mais acentuado desde a Segunda Guerra Mundial, à medida que a Covid-19 abalou empresas de serviços, como restaurantes e companhias aéreas.

Outro relatório mostrou que mais 847 mil pessoas provavelmente entraram com pedido de seguro-desemprego na semana passada, reforçando visão de uma persistente fragilidade do mercado de trabalho.

Preocupações sobre desaceleração da recuperação econômica devido ao aumento dos casos de coronavírus, elevados valuations no mercado de ações e imunização desigual contra a Covid-19 mantinham investidores nervosos sobre uma correção no mercado e aumento de volatilidade no curto prazo.

American Airlines Group Inc saltava 26,1%, tornando-se a ação mais recente a liderar vultosos ganhos, movimento que tem sido visto em outros papéis e puxado por um frenesi em mídias sociais. Isso ampliava a batalha entre investidores de varejo e grandes players de Wall Street, a qual tem mexido com os mercados de ações dos EUA e da Europa.

Às 12:27 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,5%, a 30.757 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 1,331193%, a 3.801 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,96%, a 13.398 pontos.

(Por Devik Jain e Shreyashi Sanyal)