Wall St fecha em queda após autoridades do Fed colocarem alta dos juros em foco

·1 min de leitura
Operadores na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), EUA, 12 de janeiro de 2022. REUTERS/Brendan McDermid

Por Sinéad Carew

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street fecharam em baixa nesta quinta-feira, com o Nasdaq em queda de 2,5% liderando as perdas, conforme investidores realizaram lucros, sobretudo em ações de tecnologia, após um rali de três pregões, num dia em que várias autoridades do banco central norte-americano comentaram sobre inflação e aumentos de taxas de juros.

Ações de crescimento e sensíveis à taxa de juros ficaram para trás do mercado mais amplo na última sessão antes do início da temporada de divulgação de balanços corporativos do quarto trimestre. O índice de tecnologia do S&P caiu 2,7%, enquanto o de consumo discricionário recuou 2%.

Várias autoridades do Fed falaram publicamente sobre a luta contra a alta inflação, com a diretora Lael Brainard se tornando a mais recente e importante integrante do Fed a sinalizar que o banco central está se preparando para começar a elevar as taxas de juros em março.

"Quando Brainard diz que temos de fazer alguma coisa, eles vão fazer alguma coisa", disse Brad McMillan, diretor de investimentos da Commonwealth Financial Network, corretora independente de Waltham, Massachusetts, acerca de uma das mais "dovish" (flexíveis com a inflação) autoridades do Fed.

"Parece não haver muito debate dentro do Fed sobre a direção que eles estão tomando, e nem mesmo muito sobre a rapidez com que devem chegar lá", acrescentou.

O índice S&P 500 fechou em queda de 1,42%, a 4.659,03 pontos. O Dow Jones caiu 0,49%, a 36.113,62 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 2,51%, a 14.806,81 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos