Wall St fecha em queda, mas Nasdaq vira para cima em frenético rali no fim do pregão

·1 min de leitura
Operadores no pregão da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), 6 de janeiro de 2022. REUTERS/Brendan McDermid

Por Sinéad Carew

(Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos terminaram em queda nesta segunda-feira, mas bem longe das mínimas intradiárias, com o Nasdaq emplacando uma agressiva recuperação no fim do pregão, quando investidores pareceram caçar pechinchas a despeito dos receios sobre chances de alta nas taxas de juros.

O Nasdaq chegou a ficar 10,37% abaixo de seu nível recorde intradiário alcançado em 22 de novembro.

Além de monitorar o aumento dos rendimentos dos títulos, investidores também aguardam ansiosamente dados de inflação nesta semana e o que isso significará para o aperto da política monetária do banco central dos EUA, de acordo com Peter Tuz, presidente do Chase Investment Counsel em Charlottesville, Virgínia.

O analista também está preocupado com o impacto dos números mais recentes de casos de coronavírus na temporada de resultados corporativos do quarto trimestre, que começa no fim desta semana.

"As pessoas continuam preocupadas com a aparência da inflação e como o Fed vai agir para mitigar a situação", disse Tuz.

Com a Nasdaq reduzindo drasticamente suas perdas durante a sessão, alguns investidores apareceram procurando pechinchas após a forte liquidação no início do dia, de acordo com Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments, uma family office em New Vernon, Nova Jersey.

O índice S&P 500 fechou em queda de 0,14%, a 4.670,29 pontos. O Dow Jones caiu 0,45%, a 36.068,87 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite teve variação positiva de 0,05%, a 14.942,83 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos