Wall Street amplia recordes com relatório de emprego forte e Pfizer

·1 min de leitura
Bolsa NY

Por Devik Jain e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street atingiram máximas recordes nesta sexta-feira depois de dados mostrarem forte criação de vagas de emprego nos Estados Unidos em outubro, o que, junto com notícias sobre um novo medicamento da Pfizer contra a Covid-19, melhorava a confiança nas perspectivas de crescimento econômico.

Dez dos 11 principais setores do S&P avançavam, com os de energia, financeiro e industrial ganhando mais de 1% cada.

O índice Russell 2000 de small-caps subia 1,5%, também batendo novo pico.

O relatório do Departamento de Trabalho dos EUA mostrou que a criação de vagas de trabalho ficou acima do esperado no mês passado com a redução das infecções por Covid-19, oferecendo mais evidências de que a atividade econômica está recuperando o fôlego no início do quarto trimestre.

A Pfizer Inc saltava 9,3% depois que o medicamento antiviral experimental da empresa para a Covid-19 reduziu em 89% as chances de hospitalização ou mortes para adultos com risco de desenvolver a doença de forma grave.

Entre os balanços, o grupo Expedia saltava 11% depois de a agência online de viagens ter registrado forte receita no terceiro trimestre , enquanto o Pinterest Inc subia 3,9% por previsão positiva de receita para o quarto trimestre.

Às 11:36 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,87%, a 36.439 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,72%, a 4.714 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,61%, a 16.038 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos