Wall Street fecha em baixa em meio a preocupações políticas

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

Wall Street fechou com uma pequena queda nesta terça-feira, em um momento em que a crise na Síria e a incerteza eleitoral na França parecem pesar sobre os investidores.

O índice industrial Dow Jones caiu 0,03%, a 20.651,30 unidades, o tecnológico Nasdaq recuou 0,24%, a 5.866,77, e o S&P 500 teve queda de 0,14%, a 2.353,78 unidades.

As preocupações geopolíticas ficaram em primeiro plano, com a viagem do secretário de Estado americano Rex Tillerson nesta terça-feira a Moscou para discutir sobre o suposto ataque com armas químicas na Síria atribuído ao regime do presidente Al Assad, que é apoiado pela Rússia.

Ao mesmo tempo, o mercado acompanha a incerta eleição presidencial francesa.

Além dessas preocupações, "havia muito dinheiro esperando entrar" no mercado, disse Jack Ablin, do BMO Private Bank.

A companhia United Airlines perdeu 1,2% mesmo após o pedido de desculpas pela violenta expulsão de um passageiro em um voo com overbooking.

No mercado de títulos, às 20H20 GMT o rendimento dos bonos do Tesouro a 10 anos caiu 2,300% contra 2,364% de segunda-feira e o dos bônus a 30 anos recuou para 2,935% contra 2,991% da véspera.