Wall Street fecha sem tendência definida

A Bolsa de Nova York fechou sem tendência definida nesta terça-feira, entre indicadores ruins vindos dos Estados Unidos e crescentes especulações sobre uma eventual intervenção do Banco Central Europeu (BCE) para impulsionar a economia da Zona do Euro.

Segundo cifras definitivas de fechamento, o índice Dow Jones Industrial Average perdeu 0,42% com relação ao fechamento de sexta-feira, fechando a 13.035,94 unidades, enquanto que o termômetro da tecnologia, Nasdaq, avançou 0,26%, a 3.075,06 unidades. Na segunda-feira, os mercados permaneceram fechados nos Estados Unidos devido ao feriado.

O índice ampliado Standard and Poor's 500, por sua vez, perdeu 0,12%, para 1.404,94 unidades.

Os indicadores apresentaram recuo desde o início do pregão e intensificaram a queda após o anúncio de dados ruins vindos do setor manufatureiro em agosto e sobre os dados de construção de julho nos Estados Unidos.

Durante a sessão, no entanto, os índices se aproximaram do equilíbrio, impulsionados por especulações sobre uma eventual ação do Banco Central Europeu (BCE) para estimular a economia.

"O volume de negócios, no entanto, ainda está fraco devido às férias de verão, que chegam ao fim", disse Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

"Esta semana está carregada em matéria econômica", disse David Levy, da Kenjol Capital Management, que citou a publicação prevista para sexta-feira de um relatório sobre emprego e desemprego nos Estados Unidos de agosto.

No mercado obrigatório, cujos rendimentos evoluem em sentido contrário aos preços, o rendimento do Tesouro a 10 anos avançou a 1,581%, contra 1,562% de sexta-feira. Já os bônus a 30 anos ficaram a 2,689%, contra 2,684%.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias