Warburg Pimcus investe R$210 mi em expansão de empresa de dados de varejo Scanntech

Por Tatiana Bautzer

SÃO PAULO (Reuters) - O fundo Warburg Pimcus está investindo 210 milhões de reais para ter uma fatia minoritária não divulgada da empresa de dados de varejo Scanntech e financiar sua expansão, segundo executivos das duas companhias.

Fundada no Uruguai em 1992, a Scanntech vem crescendo no Brasil há cinco anos, usando dados de compras em supermercado para desenvolver modelos que preveem o comportamento do consumidor. A empresa recebe dados de 30 mil lojas e provê serviços para 400 redes de supermercados, disse o co-fundador da empresa Raul Polakof em entrevista.

Os dados das compras dão origem a sugestões da Scanntech para mudança de mix ou preços de produtos com o objetivo de elevar as vendas e reduzir estoques excessivos. Além do Uruguai e Brasil, a empresa também tem operações na Argentina e Peru.

"A Scanntech construiu uma rede única de supermercados de onde obtém os dados, e isso foi chave para a nossa decisão de investir", afirmou o sócio do Warburg Pimcus no Brasil, Henrique Muramoto. A Scanntech é a quinta investida na área de tecnologia no Brasil pela Warburg Pimcus. O fundo se junta ao IFC, braço financeiro do Banco Mundial, Hindiana e Endeavor Catalyst no investimento na companhia.