Warren Buffet, Jeff Bezos e Jamie Dimon se aliam no setor da saúde

Magnata Warren Buffett em 14 de junho de 2016 em Washington, Estados Unidos

Os milionários Warren Buffett e Jeff Bezos e o banqueiro Jamie Dimon anunciaram, nesta terça-feira (30), uma aliança para criar uma empresa que ofereça serviços de saúde acessíveis aos trabalhadores americanos de suas respectivas empresas.

A meta desta iniciativa dos três homens mais influentes e poderosos do setor empresarial americano é reduzir os gastos de saúde de seus funcionários.

"O objetivo é melhorar a satisfação dos trabalhadores e reduzir os custos", disseram em um comunicado.

Buffett está à frente de seu conglomerado Berkshire Hathaway, Jeff Bezos dirige Amazon e Jamie Dimon é o CEO do JPMorgan Chase, o maior banco dos Estados Unidos em ativos.

A nova empresa será independente e sem fins lucrativos e se concentrará principalmente em tecnologias, a fim de ajudar os trabalhadores e suas famílias a entender melhor o funcionamento do sistema de saúde do país.

Este anúncio inédito vem no calor do debate sobre o aumento excessivo dos preços dos medicamentos nos Estados Unidos e dos repetidos esforços infrutíferos do Congresso para revogar o plano conhecido como Obamacare.

"O sistema de saúde é complexo, mas entramos nesta aventura conscientes do grau de dificuldade", explicou Jeff Bezos, citado na declaração. "Por mais difícil que seja, reduzir o peso da cobertura de saúde, melhorando a renda dos trabalhadores e de suas famílias, vale a pena", acrescentou.

A nova empresa será temporariamente dirigida por gerentes das três empresas: Todd Combs (Berkshire Hathaway), Marvelle Sullivan Berchtold (JPMorgan Chase) e Beth Galetti (Amazon).

Uma equipe será nomeada em breve, bem como o local de instalação.