Washington Reis, acusado de desvios na saúde em Caxias, segue na campanha de Castro

Washington Reis (MDB), ex-vice na chapa de Cláudio Castro e ex-prefeito de Duque de Caxias, teve a candidatura barrada pelo TRE-RJ. (Foto: Divulgação)
Washington Reis (MDB), ex-vice na chapa de Cláudio Castro e ex-prefeito de Duque de Caxias, teve a candidatura barrada pelo TRE-RJ. (Foto: Divulgação)

Apesar de ter desistido da candidatura de vice-governador na chapa de Cláudio Castro (PL) no Rio de Janeiro, Washington Reis (MDB) segue na campanha do bolsonarista. Segundo a colunista Aline Macedo, do O Dia, o ex-prefeito de Duque de Caxias esteve em palanque ao lado de Castro um encontro com o Sindicarga (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro).

Washington Reis apresentou ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio na semana passada sua renuncia à candidatura de vice-governador. O TRE indeferiu a candidatura de Reis, já que ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por crime ambiental e loteamento irregular quando era prefeito de Caxias, na Baixada Fluminense.

No dia 1 de setembro, a Polícia Federal apreendeu um fuzil na casa de Washington Reis. A ação, feita em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), foi deflagrada para investigar favorecimento na Secretaria de Saúde de Duque de Caxias.

A PF também encontrou R$ 700 mil em montantes de dinheiro vivo na casa do ex-secretário de saúde de Caxias José Carlos de Oliveira.

Reis já foi condenado por crime ambiental

Em 2016, o vice de Castro foi condenado pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal por crimes ambientais e parcelamento irregular do solo, ocorridos entre 2005 e 2009, no primeiro mandato dele como prefeito de Caxias.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)