Weibo é autorizada a listar ações em Hong Kong, mostram documentos

·1 min de leitura

Por Scott Murdoch

HONG KONG (Reuters) - O Weibo foi autorizada pelo comitê de listagem da Bolsa de Valores de Hong Kong a vender ações na cidade, de acordo com documentos regulatórios, permitindo uma segunda listagem das ações da empresa chinesa de mídia social além de Nova York.

O Weibo não especifica quanto pretende levantar nessa oferta ou um cronograma para a operação.

Os documentos faziam parte de um pacote de informações pós-audiência do comitê, publicado no site da Bolsa de Valores de Hong Kong, indicando que o Weibo recebeu aprovação para prosseguir com a listagem.

Algumas fontes já haviam dito à Reuters que a operação seria avaliada em cerca de 700 milhões de dólares. A maior plataforma de microblog da China, no entanto, não quis comentar.

As ações das empresa listadas em Nova York estão com alta de 1,88% em 2021 até o momento, avaliando o Weibo em 9,5 bilhões de dólares. Em fevereiro, quando a Reuters divulgou a nomeação de bancos para coordenar a oferta em Hong Kong, o Weibo valia 13,2 bilhões de dólares.

O gigante chinês de comércio eletrônico Alibaba Group detém 7,14% das ações de Nova York.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos