West Ham sobe oferta por Paquetá para R$ 300 milhões

Primeira oferta do West Ham ao Lyon foi recusada, clube inglês pediu 20 milhões de euros a mais.
Primeira oferta do West Ham ao Lyon foi recusada, clube inglês pediu 20 milhões de euros a mais. Foto: (Jose Breton/Pics Action/NurPhoto via Getty Images)

Apesar de estar disponível para a negociação do meia brasileiro Lucas Paquetá, o Lyon, da França, está fazendo jogo duro com o West Ham, da Inglaterra. A proposta inicial de 40 milhões de euros, aproximadamente R$ 203 milhões na cotação atual, foi recusada pelos franceses, que pediram mais 50% do valor oferecido para poder liberar o camisa 10.

De acordo com informações publicadas pelo L'Equipe, jornal francês especializado, o Lyon teria pedido 60 milhões de euros, cerca de R$ 300 milhões na cotação atual, para fechar a negociação. Um dos empresários do titular da Seleção Brasileira, de acordo com informações do canal Sky Sports, estaria em Londres para debater presencialmente com os ingleses.

Leia também:

Parte deste valor poderia pingar nos cofres do Flamengo graças ao mecanismo de solidariedade da FIFA. Em 2020, quando o Lyon desembolsou cerca de 20 milhões de euros para que Paquetá deixasse o Milan e se transferisse ao futebol europeu, a negociação rendeu cerca de 800 mil euros, aproximadamente R$ 5 milhões na cotação da época, para o clube do Ninho do Urubu.

No começo de julho, Jean-Michel Aulas, presidente do clube francês, confirmou que recebeu propostas interessantes pelo meio-campista e que estudava a possibilidade de liberá-lo: "Há propostas por ele. Há um certo número e jogadores que se sentem completamente no projeto, e outros que não. Economicamente, temos meios de ir atrás das nossas ideias e objetivos. Para Lucas, obviamente o tema (transferência) surgiu, e estamos avaliando. O técnico deu sua opinião e há também o desejo dos jogadores".

Recentemente, o Newcastle, que já tirou o volante Bruno Guimarães do Lyon, surgiu como um possível destino de Lucas Paquetá, uma vez que a gestão dos ingleses deseja contar com um meio-campo 100% brasileiro, somando os jovens da Seleção Brasileira com Joelinton.