WhatsApp Business vai hospedar lojas e ganhar mais funções de pagamento

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (22) algumas mudanças para as contas do WhatsApp Business. O serviço voltado para empresas não só terá uma expansão no seu recurso de venda de produtos, como também oferecerá hospedagem remota. A empresa divulgou ainda que algumas ferramentes da conta profissional passarão a ser pagas.

Apesar de não oferecer mais detalhes sobre como funcionará a expansão dos catálogos de produtos no app, o WhatsApp deu pistas de que fornecerá meios para integrar as lojas virtuais aos sistemas externos usados pelas empresas.

A integração deve envolver não apenas as soluções de vendas, como também de atendimento ao cliente. O anúncio abre as portas para concentrar ainda mais as ferramentas equivalentes disponíveis no Facebook e Instagram, sem sair do WhatsApp Business.

Na direção contrária, o Facebook disponibilizará um recurso aos lojistas para que ofereçam botões de compra que levem o cliente para o aplicativo. A opção tem um grande potencial para aproveitar o sistema de pagamentos do app, anunciado em junho deste ano.

Lojas no WhatsApp terão mais recursos, mas alguns passarão a ser pagos (Imagem: divulgação/Facebook)
Lojas no WhatsApp terão mais recursos, mas alguns passarão a ser pagos (Imagem: divulgação/Facebook)

Hospedagem

Para empresas que pretendem expandir sem deixar o WhatsApp, o aplicativo oferecerá serviços de hospedagem profissional. A ideia parece colocar o Facebook em rota de colisão com a Amazon, que aproveitou sua estrutura de servidores espalhados pelo mundo para criar a gigante AWS.

Segundo o Facebook, a empresa fechará parcerias com fornecedores externos para oferecer opções para pequenas e médias empresas. A hospedagem permitirá vender produtos, controlar o inventário e atender os clientes.

Serviços pagos

A gratuidade dos recursos no WhatsApp Business está com os dias contados. Aqui também, o Facebook não deu um cronograma para o início da cobrança de serviços, nem uma ideia dos preços que serão praticados.

A empresa destacou que mensagens e ligações continuarão gratuitas mesmo para as contas profissionais, mas que o pagamento por outros serviços permitirá que o WhatsApp “continue a crescer como empresa”.

Para os usuários domésticos, os anúncios não devem apresentar grandes mudanças. A cobrança de serviços profissionais pode até evitar com que o app ofereça anúncios. Saberemos mais nos próximos meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: