William Bonner mostra sua coleção exótica de carros: "Tive dezenas"

·2 min de leitura
William Bonner mostra sua coleção de carros antigos

Resumo da Notícia:

  • William Bonner mostrou alguns carros que pertenceram a sua frota

  • O apresentador do Jornal Nacional é colecionador de veículos antigos

  • Ele compra, reforma, usa e depois de algum tempo revende o automóvel

Apaixonado por carros antigos, William Bonner resolveu compartilhar com os fãs alguns dos modelos que já estiveram em sua extensa coleção. No sábado (8), o apresentador do Jornal Nacional revelou que já teve "dezenas" de automóveis, mas não apresentou o número exato.

"Em 12 anos, como colecionador, tive dezenas de exemplares. Dezenas. Passaram por mim, receberam cuidados, entregaram alegrias e foram para outras garagens. Aqui estão alguns deles. Quem sabe você já viu por aí?", comentou ele em uma das legendas.

Em duas postagens diferentes, ele apresentou 12 modelos. E pelo relato, todos os carros já não fazem mais parte de sua frota de veículos antigos.

"O primeiro exemplar da coleção, há 12 anos, foi o 68 de um azul esverdeado tão bonito quanto o nome oficial da cor: 'gulfstream aqua'. Mas vieram ainda os hardtops 65 vermelho, o 67 amarelo. E o fastback azul que apareceu no Estrelas, com a Angélica de carona. Nenhum deles está mais comigo. Mas continuam todos provocando sorrisos por aí", disse o jornalista.

O fato de não estar mais com os automóveis levantou dúvidas entre seus seguidores, que quiseram saber se o motivo do âncora do Jornal Nacional revendê-los seria uma maneira de conseguir ganhar um dinheiro extra além do alto salário que tem na Globo.

"Não sou acumulador e gosto de propiciar a outros colecionadores o prazer e o orgulho de ter um exemplar desses diante dos olhos e sob seu comando. Carros são feitos para rodar. E eu dirijo os meus. Quando me dou por satisfeito, deixo outra pessoa feliz e vou brincar de carrinho com outro modelo", explicou Bonner.

"Outros colecionadores dizem que eu enjoo muito rápido. Eu acho que alguns deles é que não controlam o impulso de aumentar indefinidamente a coleção... Mas cada um é cada um...", concluiu ele, com bom humor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos