Willian sai do Corinthians com filme queimado até com a alta cúpula

Willian deixa o Corinthians com um único gol marcado em 2022 (Rodrigo Coca/Corinthians)
Willian deixa o Corinthians com um único gol marcado em 2022 (Rodrigo Coca/Corinthians)

Ninguém no Parque São Jorge vai admitir de forma pública, mas Willian deixou o Corinthians com o filme torrado junto à alta cúpula alvinegra. Três fontes ouvidas pelo Blog demonstraram muita irritação com várias atitudes do meia durante a passagem recém-terminada no Parque São Jorge.

E as críticas não se resumem ao fato de Willian ter pedido para deixar o clube às vésperas das decisões contra Palmeiras e Atlético-GO - a avaliação interna é de que não custava nada ao jogador ficar mais uma semana, para ajudar nos confrontos de Brasileirão e Copa do Brasil.

Leia também:

Mas o que realmente incomodou foram as ausências em jogos importantes. O último episódio se deu no confronto de ida entre Corinthians e Flamengo, nas quartas de final da Libertadores. Willian alegou uma inflamação no músculo isquiotibial e ficou de fora na derrota por 2 a 0, na Neo Química Arena.

Algumas das palavras ouvidas pelo Blog de pessoas importantes sobre o episódio são impublicáveis. Existe internamente a convicção de que outro jogador teria ido a campo. "E não foi apenas nesta partida. Infelizmente, essa situação se repetiu algumas vezes ao longo do ano", acusa uma fonte, pedindo anonimato.

O custo-benefício de Willian também incomoda. Ele custava R$ 1,3 milhão por mês - salário dividido entre o Corinthians e a Socios.com. Tal vencimento fazia do meia um dos mais bem pagos do futebol brasileiro, ao lado, por exemplo, do flamenguista Arrascaeta.

Enquanto Willian deixou o Timão com 36 jogos, um único gol (em cobrança de pênalti) e quatro assistências, Arrascaeta soma 41 partidas, 11 gols e 16 assistências vestindo a camisa do Flamengo.