Wilson Ferreira, ex-Eletrobras, pediu demissão da Vibra (ex-BR)

A Vibra, ex-BR, informou na manhã desta quarta-feira que Wilson Pinto Ferreira Júnior, atual presidente da companhia, informou ao Conselho de Administração sobre sua intenção de desligar-se da companhia "para buscar novos desafios em sua trajetória profissional".

A Vibra esclarece que iniciará os trâmites relacionados à sucessão do presidente.

Eletrobras: Com capitalização, veja os próximos passos da maior privatização desde a Telebrás

Fontes renováveis: BBF e Vibra, ex-BR, vão produzir combustível para aviação com óleo de palma no Amazonas

A Vibra disse que Wilson Ferreira continuará no cargo até a data do seu desligamento, a qual será devidamente divulgada ao mercado.

Nos últimos dias, o nome de Wilson Ferreira estava sendo cogitado para assumir o comando da Eletrobras pós-privatização. Ele foi um dos articuladores do processo de venda da estatal, anunciada primeiramente em 2017, ainda durante o governo Michel Temer, e concluída somente este ano. Ferreira Jr deixou a presidência da companhia em janeiro de 2021, para então comandar a BR Distribuidora .

Alívio na inflação: Redução da gasolina reforça expectativa de deflação em julho e agosto e dá discurso a Bolsonaro

A gestão de Wilson Ferreira à frente da Eletrobras foi marcada por privatização de distribuidoras deficitárias, enxugamento da estatal com planos de demissão voluntária e atritos com funcionários, que chegou a chamar de "vagabundos e "safados".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos